Follow us on social

Angola Empreende

 

Marketplace Angola

Marketplace Portugal

Educação

Email
geral@angolaempreende.com

País

Angola

Redes Sociais

O EMPREENDEDOR

O empreendedorismo é um conceito que engloba vários significados numa palavra só, como: criatividade, pensar fora da caixa, transformar, inovar e liderar.

Face a essas caraterísticas podemos realçar que empreender não se resume apenas em criar uma ideia e lançar simplesmente porque o mundo muda a cada dia que passa, cujos hábitos & costumes também estão em constantes mudanças porque as pessoas nunca estão satisfeitas por completo com aquilo que o mercado tem para oferecer, visto que as suas necessidades são ilimitadas. Além disso, hoje em dia o mercado está mais amplo e exigente, o que irá obrigar as empresas a acompanhar as tendências, hábitos & costumes e principalmente seus concorrentes.

Com isso, o empreendedor deverá ser visionário e criativo o suficiente para afugentar e não dar espaço de manobra aos seus concorrentes que por sua vez tentarão contornar para recuperarem seus clientes.

Falando especificamente de Angola, podemos chegar a conclusão que o mercado ainda está caótico porque a população não tem muitas opções e é obrigada a optar por serviços que ao invés de facilitar-lhes a vida em questões de estabilidade financeira só prejudicará. E uma vez que as pessoas ficam prejudicadas, o seu poder de compra diminui e consequentemente a economia do país mantém-se paralisada.

Entretanto, caros empreendedores angolanos é crucial sairmos da nossa zona de conforto, estabelecer as metas, manter o foco, possuir contatos e criar oportunidades para ajudar o nosso país a crescer exponencialmente.

Medo vs. atitude

O medo é conhecido como um dos “vírus“ que mais causa danos a vida do ser humano, pois isso acontece com frequência porque o nosso subconsciente dita as suas regras e impede-nos de tomar uma atitude face as nossas crenças, objetivos e sonhos. Em função deste obstáculo é por isso que muitos de nós mantém-se na zona de conforto, desmotivado, a sonhar com a vida alheia enquanto há pessoas no seu lugar a trabalhar por aquilo que almejam ter, a fazer acontecer, lutando para servir as pessoas, estar na Forbes e atingir a sua liberdade financeira.

A partir do momento que disciplinamos o nosso subconsciente, obedecemos as regras, ganhamos responsabilidade, damos valor ao tempo e percebemos a importância de atingir a liberdade financeira tiraremos a ideia do papel, obteremos os contatos atitudes corretas para executar a ideia com sucesso, com a equipa certa e no mercado ideal. É de realçar que muitas das vezes a rejeição, inveja, falta de oportunidade e críticas destrutivas estarão presentes no nosso cotidiano. Mas não encaremos isso como desculpa para desistir porque a oportunidade aparecerá quanto menos esperares. E enquanto isso, confie nas suas capacidades, treine a sua mente e procure estar mais perto dos sus objetivos todos dias.

 

Foco vs. desleixo

Do que adianta estar motivado no princípio e a meio do caminho desistir? Nada, porque a motivação dura até ao momento que passares por uma rejeição e a partir daí ser um motivo para te desleixares completamente, estar consciencializado de que não vai acontecer e esperar alguém chegar para executar a tua ideia.

A isso chama-se falta de foco e orientação face a aquilo que queremos alcançar…não basta ter motivação porque o foco também é necessário para atingirmos os nossos objetivos diante das rejeições. Podes até perder a motivação e cair, mas haverá um momento que o foco falará mais alto, estará lá para levantar-te porque tu puseste na cabeça que queres alcançar o objetivo, realizar o sonho e provar que consegues faze-lo.

Entretanto, cá vai um conselho: “acredite sempre nas ideias que defendes, não pense demasiado, simplesmente execute porque se não for de uma maneira, será de outra.

 

Oportunidade vs. condições

Antes de mais, as oportunidades somos nós quem criamos! Digo isso porque a partir do momento que executamos ou cremos numa ideia as oportunidades estarão expostas dependendo do nosso empenho para implementa-la.

Não devemos limitar-nos no que toca aos obstáculos que estiverem expostos porque devemos criar as condições para obtermos aquilo que realmente idealizamos.

No nosso país, muitas pessoas reclamam da falta de luz, da crise, das pessoas e da corrupção. É de realçar que não os crucifico, mas são essas desculpas que fecham a porta das oportunidades para puder fazer algo diferente para ti e pelas pessoas.

Por isso, deixe as reclamações para o livro de reclamações que terás quando a tua empresa estiver em pé, arranje forma de contornar a falta de luz, água, formar as pessoas que trabalharão contigo, ultrapassar a crise e de servir as pessoas oferecendo aquilo que elas mais precisam.

 

Pensar fora da caixa

 

“Pensar fora da caixa” é ir além daquilo que as pessoas comuns falam ou pensam, rejeitar o simples facto de trabalhar para viver consideravelmente pagando dívidas e juntar dinheiro para durante anos para comprar um carro ou viajar com a família, transmitir uma visão diferente, ser ousado, determinado e firme nas suas ideias.

Infelizmente hoje em dia quando apresentas uma ideia criativa e inovadora muitas das vezes és rejeitado por não corresponder a aquilo que as pessoas pretendem. E para que conste, não dependa da aprovação das pessoas para executar uma ideia porque haverá muitas que te desmotivarão, te deixarão confuso em função das suas opiniões, pois não entenderão o teu ponto de vista até executares.

 

Obs. Aqueles que defenderem a tua ideia, um dia podem vir a fazer parte da tua equipa, da tua empresa e o seu progresso. Por isso, resguarde os seus contatos, relacione-se até com desconhecidos para aprender com os mesmos e não só, regule o contato para torná-los fixos.

Deixe uma resposta